Viajante Sou
Rio Grande do Sul

Cascata do Chuvisqueiro: tudo que você precisa saber!

O que não falta no Rio Grande do Sul é beleza natural. Seja no norte ou sul do estado, há um local lindo com uma paisagem incrível esperando pra ser explorado por você. Um desses lugares é a Cascata do Chuvisqueiro. Nesse guia você vai encontrar todas as informações necessárias para você ter uma experiência inesquecível nessa linda queda d’água.

A Cascata do Chuvisqueiro

A cascata do Chuvisqueiro é uma queda d’água de 76 m de altura, localizada no município de Riozinho, e pertence à bacia do Rio Rolante, afluente do Rio dos Sinos. Está localizada dentro de uma área privada, onde há um camping com uma boa estrutura e com uma excelente equipe de atendimento. O local tem esse nome porque a queda d’água bate nas pedras e respinga por toda a volta, como se fosse um chuvisco. Então, querendo ou não, você vai se molhar!

O que você encontrará lá?

  • Cascata
  • Lago
  • Camping
  • Trilhas
  • Natureza exuberante

Como chegar na Cascata do Chuvisqueiro

A Cascata do Chuvisqueiro faz parte do município de Riozinho, e está localizada há 16km do centro da cidade. O acesso se dá pela estrada RS-239, seguido por um caminho de terra (cerca de 10km). Aplicativos como o Google Maps e Waze te levam até a cascata pela melhor rota, porém, nessa região, o sinal da internet funciona apenas próximo centro da cidade de Riozinho. Por isso se for utilizar o GPS para chegar até Chuvisqueiro, localize o destino antes no aplicativo, quando estiver conectado à internet.

Como falei, há uma estrada de terra no caminho, mas qualquer carro com suspensão padrão chega tranquilamente ao local! Não é preciso utilizar veículo especial para trilhas.

Não há transporte municipal para a Cascata do Chuvisqueiro.

Distancia de:

  • Porto Alegre/RS: 138 km
  • Caxias do Sul/RS: 157 km
  • Farroupilha/RS: 163 km
  • Florianópolis/SC: 392 km
  • São Paulo/SP: 1.074 km

Quando ir para Cascata do Chuvisqueiro

Cascatas são conhecidas por ter água fria, certo? Nesse caso não é diferente. Assim, para que você possa se banhar é curtir ao máximo tudo que a natureza proporciona, recomendamos que você visite a Cascata do Chuvisqueiro no verão, de novembro a março. A temperatura média de novembro em Riozinho é 21,1ºC, e em março 22,1ºC. O legal é que, exatamente durante essa época, há a presença de guarda vidas no local. Segurança é tudo!

De abril a outubro, o tempo predominante é frio. Porém, isso pode ser uma boa ideia para casais apaixonados que querem acampar e curtir a lua cheia tomando um vinhozinho, não é mesmo?!

No verão, é normal que o ambiente fique mais lotado aos finais de semana. Se você for nessa época, é interessante que chegue cedo para conseguir um bom local para estacionar e para ficar. Claro, também há a opção de ir em dia de semana, quando tem bem menos movimento.

Onde ficar na Cascata do Chuvisqueiro

O camping oferece uma boa estrutura, contando com banheiros e chuveiros, estacionamento e bar que comercializa bebidas, lanches e gelo.

O camping “Cascata do Chuvisqueiro” fica em frente à cascata. Se sua ideia for passar a noite lá, pode levar sua barraca que o lugar para ficar está garantido!

Camping Cascata do Chuvisqueiro

  • Estrutura: Local para camping, banheiro, chuveiro, energia elétrica, bar, estacionamento e churrasqueiras.
  • Horário de Funcionamento: 07h às 20h (segunda a quinta); 07h às 07h (sexta a domingo)
  • Valores: Camping: R$ 25 por pessoa | Visitação: R$ 10 por pessoa e R$ 5 do estacionamento.
  • Endereço: Estrada Geral do Chuvisqueio, 15600
  • Telefone: (51) 99802-8474

Dica: em alta temporada é aconselhável levar seus alimentos e bebidas, pois às veze o bar não consegue atender à demanda.

O que fazer na Cascata do Chuvisqueiro

Cascata do Chuvisqueiro é o lugar perfeito para se encontrar com a natureza, relaxar e tomar um bom banho de água doce. Conforme a pouca estrutura que o local oferece, segue abaixo uma singela sugestão do que fazer lá:

  • Banho de água doce
  • Churrasco
  • Luau
  • Piquenique
  • Roda de Vioão
  • Fotografias (o cenário vai te render lindas seflies, pode acreditar)
  • Relaxar (fazer “nada” é bom também)

Além disso, há algumas trilhas para fazer também, como a trilha para a Cascata das Três Quedas, que dura em média intensos 20 min. O caminho é ingrime e o terreno é irregular. Aconselhamos ir de calçado apropriado para trihas e não voltar tarde, pois a mata é fechada, ficando bem escura ao entardecer.

Há placas indicativas, e o pessoal do camping podem ajudar também.

Na alta temporada, também são realizados alguns eventos no local. Os mesmos são divulgados no FaceBook do camping.

Cascata de Riozinho

Últimas dicas

  • Leve protetor solar e repelente
  • Carregue um lixo junto a ti. A natureza agradece!
  • Entre no lago calçando tênis ou chinelo, pois o chão é cheio de pedras pontiagudas
  • Leve uma segunda peça de roupa, pois você irá se molhar!
  • Levar cadeiras “de praia” para se sentar confortavelmente e apreciar essa beleza única
  • Em alta temporada, chegue cedo aos finais de semana, pois lá costuma ser bem movimentado
  • Leve alimentos e bebidas, pois não há nada la perto. Depender apenas do bar do camping não é a melhor ideia, não é?
  • De novembro a março há salva-vidas na Cascata do Chuvisqueiro
  • O local não é bem sinalizado em relaçao aos perigos que a natureza também proporciona. Seja cuidado e responsável!

Posts Relacionados

Cânion Fortaleza: conheça esse cartão postal do Brasil

Igor

Templo budista em Três Coroas/RS: conheça o Khadro Ling

Rodrigo

Parque Aldeia do Imigrante em Nova Petrópolis/RS: uma volta ao passado

Rodrigo

Deixe um comentário